Guia completo para cruzar de Letícia até Manaus de barco

Eu realizei o sonho de muito viajante ecoviajante, navegar pelo Rio Solimões e Amazonas cruzando as fronteiras entre Brasil e Colômbia. Hoje quero compartilhar o guia completo para cruzar de Letícia até Manaus de barco, baseado no que vivi ali.

Cruzando a fronteira na Amazônia entre a Colômbia e o Brasil

Para quem está mochilando pela América Latina, é muito provável que vai chegar aquela bentida hora de se perguntar “Como cruzar a fronteira a Colômbia e o Brasil?” ou vice-versa.

Até pouco tempo atrás cruzar pela Venezuela era fora de cogitação, já que a Colômbia e seu país vizinho tinham briga política e fronteiras fechadas. Agora, com o presidente Petro, parece que as coisas vão mudar, mas essa ainda é uma região perigosa e complicada para através mochilando.

Então a melhor opção é cruzar pela tríplice fronteira amazônica, Colômbia, Brasil e Peru, onde ali você poderá circular livremente, mas com um porém, para sair da Amazônia não será uma tarefa simples, sendo que é possível apenas por barco e avião (caso você esteja vindo para o Brasil) ou de avião (caso você está indo para a Colômbia).

Eu estava na Colômbia e optei por voltar para o Brasil através da Amazônia. Para isso voei de Bogotá até Letícia, onde consegui um preço bem bacana, fiz um voluntariado na região durante 3 semanas, o que valeu super a pena, depois cruzei a fronteira até Tabatinga onde peguei o barco lento, de 4 dias, até Manaus.

Atenção: você precisa fazer a sua saída da Colômbia na imigração que fica no Aeroporto de Letícia. Preencha o Check-Mig e vá com a versão online no seu celular.

Faça como eu e conheça Letícia através voluntariado pela Worldpackers.

Cupom de desconto: renatagferreirawp –  U$10 para sua assinatura Worldpackers

Como comprar, dias e horários da balsa de Tabatinga até Manaus

Como comprar

A viagem de barco/balsa lenta entre Tabatinga e Manaus demora por volta de 3 ou 4 dias, dependendo do volume do rio e peso do barco.

Para comprar o seu bilhete poderá ir até o porto de Tabatinga e fazer a sua compra pessoalmente ou fazer a reserva por Whatsapp com a agência Sol Viagens (+55 97 9154-2597), pagando com PIX ou na saída quando você for retirar o seu bilhete (essa opção também vale para estrangeiros).

O valor da passagem é:

  • Dormindo em rede própria – R$240,00 (valor 2022)
  • Dormindo em quarto privativo com ar – R$1200,00 (valor 2022)

Esses valores já incluem as 3 refeições diárias durante a viagem.

Sinceramente a experiencia de viajar nas redes são super legais. Recomendo o quarto somente para quem não consegue mesmo dormir em rede. Vi viajantes que pagaram caro pelo quarto, mas depois pediram rede para a tripulação porque queriam ficar curtindo a paisagem.

Para quem quer chegar mais rápido existe também o opção de lancha, que faz essa viagem em 30 horas. O valor da passagem é R$910,00 (valor de 2022).

O melhor barco para fazer essa viagem

Existem diferentes tipos de barco para cruzar o Rio Solimões. Lendo e escutando o depoimento de outros viajantes vi que, sem querer, acabei pegando uma boa opção.

Minha viagem foi com o barco Diamante, uma companhia brasileira, que era bem organizada, tinha câmeras de segurança, comida bem-feita e bem servida, uma lanchonete que não vendia bebida alcóolicas inibindo as festas que acontecem em outros barcos.

O barco que me levou de Tabatinga até Manaus

É uma opção ideal para quem quer uma viagem mais tranquila e familiar. Então, antes de fazer a sua reserva, se você tiver reflexibilidade pergunte quando será a saída do barco Diamante ou do melhor barco durante a semana.

Tudo o que você precisa saber antes de embarcar

Dias e horários do barco

Os barcos saem de Tabatinga até Manaus de terça, quarta, sexta-feira e sábado às 12 horas.

Horário de chegada no embarque

Fila de bagagem, fila de pessoas, fila demorada para pegar o barco em Tabatinga. Foto: Renata G. Ferreira

Cheguei no porto de Tabatinga por volta das 9h20. A agência recomendou que eu chegasse as 9h e eu achei que alguns minutos de atraso não faria mal. O problema é que esqueci que Tabatinga, apesar de ser vizinha, está uma hora à frente da cidade colômbiana, Letíca, ou seja, acabei chegando na verdade às 10h20.

Percebi que a recomendação da agência foi muito bem feita. Além de chegar já com um considerável número de pessoas na minha frente, o processo de pegar o bilhete e passar pela polícia federal é lento.

Então, fica a dica: chegue realmente às 9h (horário Manaus) no porto de Tabatinga.

Antes do embarque você precisará:

  • Deixar suas bagagens na fila.
  • Retirar ou comprar seu bilhete.
  • Passar na polícia federal.
  • Retirar uma pulseira para provar que você é um passageiro.
  • Passar por uma revista com cães farejadores que estão atrás de drogas.

O que levar no barco

Esses são os itens indispensáveis para a sua travessia de barco:

  • Rede com corda de 1 metro e meio ou 2 metros para pendurá-la. Compre a sua rede na calle 8A em Letícia, onde você achará preços mais atrativos.
  • Seu próprio prato, talher, copo e garrafinha para encher de água (a água do barco Diamante era filtrada e gelada!). Está aí mais um bom motivo para você ter o seu próprio kit lixo zero nas suas viagens. 😉
    Como prato eu levei um potinho plástico e achei ótimo porque cabia mais comida e eu acabava sempre guardando uma polenta para comer mais tarde! ?
  • Se você PRECISA tomar um café todo dia e gosta dele sem adoçar, leve um instântaneo e use a água quente que eles oferecem para fazer seu próprio café, vai por mim.
  • Roupas confortáveis e frescas para o dia.
  • Roupas confortáveis e quentes para noite porque esfria bastante.
  • Cobertor ou algo para se cobrir, caso queira. Eu estava apenas com roupas quentes mesmo.
  • Toalha de banho.
  • Cosméticos mais naturais para o banho e higiene pessoal facilitando o tratamento e cuidado com a água.
  • Protetor solar natural.
  • Repelente natural.
  • Livro ou alguma coisa para se distrair no caminho.
  • Fruta ou petiscos para comer entre as refeições.
  • Algumas pessoas levaram extensão para usar a tomada. Não é um item indispensável não, mas deixa mais cômodo e seguro carregar o celular e aparelhos.

O melhor lugar para pendurar a sua rede

Minha rede é essa laranja, ficar do lado do corredor fez com que eu sentisse a corrente de ar frio a noite. Foto: Renata G Ferreira

Essa dica é de ouro, já vai te garantir ter dias e noites mais confortáveis na sua viagem de 4 dias de barco. Cada barco vai mudar um pouco seu layout, mas essas são dicas que você pode usar em qualquer um:

  • Fique do lado direito que é onde baterá menos sol durante o dia.
  • Fique perto o suficiente das janelas e passagem de vento para refrescar durante o dia, mas longe o suficiente para evitar a passagem de ar durante a noite. Eu poderia dizer que 1 metro e meio do corredor de ar já é o suficiente.
  • Os andares superiores amenizam o barulho do motor.
  • Ficar um pouco mais distante da cozinha e do bar também ajuda a evitar a bagunça.

Mas olha, não fique muito encanadado com essa coisa da posição, são apenas pequenos detalhes.

Faça amizade, de prefência logo no começo da viagem

Amizades que fizemos ao longo dos 4 dias de viagem.

Ter amigos nessa viagem de Tabatinga até Manaus fará com que ela seja muito mais segura e mais gostosa, afinal, com essas pessoas que você poderá compartilhar histórias, conversar, deixar o tempo passar.

Eu já comecei logo na fila a falar com dois viajantes e já fomos direto colocar nossas redes juntos. Ali fizemos amizade com mais um e esse quarteto ficou inseparável durante toda a viagem.

Uma das vantagens era que um olhava as coisas do outro quando íamos no banheiro, etc.

Tem um quesito sorte você se conectar logo de cara como nós nos conectamos, mas eu vi muita gente fazendo amizades no barco, mostrando que via de regra o pessoal é bem aberto para conversar e se apoiar. No final da viagem vi que já formávamos um grande grupo com o nosso andar todo! rs

É seguro cruzar de Letícia até Manaus de barco?

Sempre falo para as pessoas que perguntam sobre segurança nas minhas viagens “Estamos na América Latina né?! Cuidados básicos serão sempre necessários”. Essa regra se aplica para ao perguntar se é seguro cruzar de Letícia até Manaus de barco.

As advertências que recebi sempre foi:

  1. Cuidado nas paradas de barco, onde pessoas más intencionadas aproveitam para roubar coisas e sair do barco.
  2. Cuidado ao chegar em Manaus e ficar olhando pela janela, deixando suas coisas livres para serem levadas.
  3. Cuidado deixando suas coisas abertas porque alguém pode colocar drogas ali para te sacanear.

Esses foram os cuidados que tive para deixar essa viagem mais segura:

  • Mantive meus objetos de valor e dinheiro na mochila que carregava sempre sempre comigo.
  • Tampei meu mochilão com sua capa de chuva para não facilitar que alguém colocasse ou tirasse coisa dela.
  • Deixava essas malas sempre perto de mim, usando a rede em uma altura que eu poderia sentir se alguém estivesse mexendo em minhas coisas.
  • Na hora de dormir eu passava um cadeado em minha mochila e prendia ela com o mochilão para que dificultasse qualquer tentativa de furto.
  • Ficava de olho nas minhas coisas sempre que fazíamos parada em algum porto.
  • Usei meu notebook para escrever sempre na rede e tampando um pouco ele para que as pessoas não vissem marca ou modelo.
  • Fiz amizade com pessoas, comprimentava quem passava, mostrando que eu estava vendo quem circulava por ali.

Algumas vezes, tendo minha mochila com as coisas mais valiosas na mão, eu até deixava meu mochilão ali tampado com a capa de chuva e não tive nenhum problema.

Travessia de barco pela Amazônia para veganos

Infelizmente não trago boas notícias para os amigues veganos da minha rede. Se for você comer vegano no barco, vai viver a base de arroz e só. A comida estava gostosa, eu consegui escapar de comer carne, mas foi impossível manter meu veganismo.

Por exemplo, logo que chegamos a janta foi apenas macarrão com frango, impossível de tirar tudo, o café da manhã do dia seguinte foi pão com ovo e uma polenta com farofa, almoço arroz com salada de batata cheia de maionese e ovo (fora as opções com carne) e a janta arroz com um feijão que tinha um pedaço de osso mergulhado nele.

Para quem não abre mão nem em momentos assim aconselho trazer bastante comida já feita, porque aqui será praticamente impossível comer sem que tenha um caldo ou algo animal.

Seguindo viagem: de Manaus até Santarém

Chegando em Manaus muitas pessoas seguem viagem até Santarém ou Belém. Eu fiquei em Manaus e indico muito passar uns 2 dias na cidade para conhecer o centro ou até esticar alguns dias a mais para conhecer Presidente Figueiredo ou fazer uma imersão na floresta.

Algumas dicas que recebi dos meus amigos Antonio e Sophia que seguiram para Santarém:

  • Não compre as passagens no barco. Alguns agentes vão te abordar assim que embarcar em Manaus, mas eles vão cobrar caro. Saia do barco e vá até a bilheteria oficial.
  • As passagens variam de R$230,00 a R$280,00 dependendo do dia de embarque. (valores 2022)
  • A alimentação não está inclusa, então prepare o bolso ou leve coisa para comer. Quando o barco para nos portos chegam vendedores que oferecem opções mais em conta do que a lanchonete do barco.
  • O barco é menor e tem muita festa. No andar de cima é onde o pessoal fica no bar, então é melhor dormir no andar de baixo.
  • Se você quiser é chegar em Alter do Chão, terá que pegar o barco até Santarém e de lá um ônibus até Alter do Chão.

Como fazer para ir de Manaus até Tabatinga e chegar na Colômbia

Aqui o processo é praticamente o mesmo, mas ele será um pouco mais demorado e caro, já que indo de Manaus até Tabatinga você estará subindo o rio, o que leva cerca de 6 ou 7 dias e passagem ficará por volta de R$425,00 na rede ou R$1.230,00 no quarto privado (valor 2022).

Na lancha rápida você demorará por volta de 36 horas e o valor é R$1.500,00 (valor 2022) com a agência Sol Viagens (+55 97 9154-2597).

Para comprar essa passagem você pode ir até o porto de Manaus onde existem inúmeras opções.

Vale a pena viajar pelo Rio Amazonas de barco?

Eu achei incrível a experiência e recomendo muito que quem tenha tempo para viajar com calma, faça. Olha os motivos que fazem essa viagem de barco valer a pena:

  • Foi uma ótima forma de conhecer pessoas e suas histórias.
  • Você pode se desconectar das mídias e realmente viver o presente ali com as pessoas do barco e com a natureza.
  • O Rio Solimões e o Rio Amazonas (depende da região ele muda de nome) é um bioma lindo demais, é impressionante a sua grandeza.
  • Você verá lindos pássaros e botos pelo trajeto.
  • É uma forma super barata de chegar na Amazônia brasileira.
  • Uma experiência que é única no mundo todo.
https://www.instagram.com/p/CiI-raKJSlL/
Conheça minha experiência de voluntariado na amazônia colombiana

Leia também:

3 dicas para viajar sem gastar e vivendo experiências incríveis

Nécessarie de viagem ecológica, o que você deve levar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Renata
Renata G. Ferreira
Perfil
Close

Por um Recomeço

Por Renata G. Ferreira

Por um Recomeço © Copyright 2022. Todos os direitos reservados.
Close