Eco projetos Home Viagem Volunturismo

Cidade Escola Ayni em Guaporé, como funciona o voluntariado

Viagens provocam transformações, podem ser pequenas, grandes, mas elas sempre deixam algum aprendizado e muitas memórias. Na Cidade Escola Ayni, em Guaporé, eu mudei completamente a minha vida.

Artigo atualizado com informações de julho/2022

Como o voluntariado na Cidade Escola Ayni em Guaporé mudou a minha vida

Sabe aquilo que dizem que fazer trabalho voluntário acaba ganhando mais aquele que faz do que o aquele que recebe? Pois é, essa foi a minha experiência na Cidade Escola Ayni.

Há uns 3 meses atrás, eu estava em um grande conflito em relação a minha carreira. Desde os 15 anos trabalhei na empresa da minha família e sentia que não estava chegando no lugar que eu queria.

Neste momento eu já havia fechado um voluntariado de 15 dias nesta escola maravilhosa que um amigo, que veio a se tornar o meu cunhado, havia contado da própria experiência dele lá.

Dica: Existem vários tipos de voluntariados onde você passa alguns dias, então é muito bacana escolher um lugar que tem a ver com a sua busca no momento. Eu, como estava em busca de conhecer maneiras alternativas de se educar e se viver, escolhi um lugar que promovia mudanças através da reconexão com o seu ser e com a natureza.

Em busca de projetos educativos e ambientais eu acabei vindo parar na Cidade Escola Ayni

Além da proposta de voluntariar, na Ayni existe um cuidado e respeito com a energia da escola e daqueles que estão envolvidos, então, além da dieta indicada que ajuda a desintoxicar a mente e corpo, também são propostas rodas de conversas, e experiências para os voluntários estarem presentes no agora, olharem para dentro e terem um gosto de como é viver em um ambiente de cura e auto responsabilidade.

Lá, consegui de fato respeitar o meu presente, escutar o meu coração e ter a coragem de acionar aquilo que está dentro dele. Foram 15 dias mágicos, onde consegui dar o primeiro passo para grandes mudanças e entender o que já não faz parte do caminho que quero trilhar.

Com o grupo lindo de voluntárias que fizeram parte dessas duas semanas

Como funciona o voluntariado na Cidade Escola Ayni

O voluntariado nessa escola que fica em uma pequena cidade chamada Guaporé, no interior do Rio Grande do Sul é feito a partir da formação de grupos, ou seja, as pessoas chegam e vão embora na mesma data, quando muda de turma.

Duração

O programa de voluntariado da Cidade Escola Ayni é de duas semanas. Durante este período você ficará em uma pequena cabana nem um bosque lindo ao lado da escola. AVISO ali é frio viu, então vá com roupas quentinhas.

Cabana vista de fora em bosque lindo!

Taxa de pagamento

O voluntariado é gratuito, não é preciso pagar nenhuma taxa, mas a alimentação, produtos de limpeza e cuidados com a casa é totalmente de responsabilidade dos voluntários. A proposta da comida é que os voluntarios adotem a dieta vegana, tanto dentro da cabana, quanto fora.

Carga de trabalho

O trabalho geralmente é feito durante a manhã, de segunda à sábado, mas isso pode mudar caso apareça alguma necessidade especial. São 4 horas por dia e depois somos liberados para o almoço e fazer o que quiser pela região. Domingo também é dia livre.

As atividades conscientes especialmente em ajudar na manutenção da escola que é bioconstruida e tem como base a permacultura. Poder assistir um pouco a atividade com as crianças também é possível, mas como é um espaço muito orgânico, tudo dependerá da época que você for.

O que achei muito bacana é que além da experiência do trabalho, também temos as conversas com os guardiões, que são os responsáveis por áreas da escola, e este é realmente um momento muito rico de aprendizado e trocas. Estas conversas também dependerão da agenda e quem estará por lá.

Como se inscrever para o voluntariado na escola

Você pode entrar em contato diretamente com a Cidade Escola Ayni ou se inscrever pela Worldpackers que disponibiliza este voluntariado e muitos mais ao redor do mundo. Hoje eu uso a plataforma da Worldpackers para viajar para vários lugares e acho a plataforma excelente.

Assine a Worldpackers com U$ 10,00 de desconto usando o código promocional: RENATAGFERREIRAWP

Dicas para um voluntariado em Guaporé

Como chegar de ônibus em Guaporé

De Porto Alegre você pode pegar pela companhia São Bento, saem cerca de 2 ônibus por dia para Guaporé. Clique aqui para comprar online. A rodoviária fica um pouco distante da Ayni, por isso, é bacana já pedir indicação para eles de algum taxista.

Que roupa levar para o voluntariado

Lembre-se que você irá trabalhar com terra, barro, construção, por isso, roupas que podem sujar e estragar são bem vindas, além daquelas roupas que tragam mobilidade. Lá é Rio Grande do Sul né, então, veja a previsão do tempo e se prepare, eu fui em uma época de frio e chuva e era realmente BEM frio, nestas épocas aquelas segundas peles e meia calça são bem vindas.

Comida vegana em Guaporé

Lá é uma cidade pequena, mas bem estruturada, então não há muitos estabelecimentos, mas todos  que fui têm uma boa qualidade, vou falar aqui os preferidos que estão perto da pracinha da Igreja:

Primo Café e Restaurante – tem opção vegetariana e eles são bem atenciosos e adaptam o cardápio se possível, por exemplo, eu pedi para trocar o leite do smooth por leite de coco e também os derivados de leite que vinham no café prestígio. O atendimento as vezes pode ser um pouco lento, mas é um bom atendimento.

Padaria Vovó Chica – um pouco fraca para os veganos, de opção havia apenas os pãezinhos na chapa, estes que eram bem gostosos, além do tradicional tinha integral e de cenoura. Tem bastante opção vegetariana, e eu não provei, mas disseram que os doces são muito bons.

Sorveteria Oásis – o lugar é pequeno e simples, mas tem boas opções veganas, quando fui tinha um sorvete de limão com manjericão muito bom! Lá tem açaí.

O que fazer em Guaporé

Na cidade não há muitas opções de passeio, tem o autódromo que às vezes recebe eventos e tem o boliche King Bowling Bar que é bacana, mas a região é linda e se você estiver de carro vale a pena o passeio para outras regiões.

Visite o Cristo

Da cidade você consegue ver o Cristo e do Cristo você consegue ver a cidade, é uma bela vista. Leve alguma coisa para fazer um piquenique e ver o pôr-do-sol.

Visite os trilhos

Guaporé é uma região interiorânea do Rio Grande do Sul com atrativos naturais, o que mais gostei foi fazer o caminho dos trilhos, passando pelo rio Muçum para terminar o passeio.

Trilho Mula Preta

Uma vez por dia passa um trem na cidade, fora deste horário os trilhos estão livres para serem apreciados. Este primeiro trilho é um rústico, sem proteção então é preciso cuidado. Ele tem uma vista linda e um toque de adrenalina (adoro!).

Vista lindíssima no Trilho Mula Preta em Guaporé

Trilho V13

Este já é mais protegido e conhecido, bem tranquilo de andar e com um ponto alto de que ao entrar no túnel e pegar uma saída lateral você encontra uma cachoeira, seguindo até o final do túnel vai deparar com uma área preservada e tranquila.

Ao passar pelo túnel no Trilho V13 é essa a sua vista.

Muçum

Na região corre um rio lindo, você pode sair do Trilho V13 e seguir o caminho do rio para apreciar a paisagem antes de pegar a rodovia. Vale a pena parar em algum café na beira da estrada.

Outras formas de visitar a Cidade Escola Ayni

Se você não consegue dispor tempo para o voluntariado, existem outras formas de conhecer e visitar a Cidade Escola Ayni que fica nessa pequena e agradável cidade chamada Guaporé.

É possível conhecer o projeto através de um tour guiado ou pelos cursos imersivos que eles fazem ali. Em breve terá o lançamento também do hotel, com restaurante aberto ao público e coworking.

Que este post tenha te inspirado em fazer voluntariado e transformar a sua vida.

Acompanhe o Por Um Recomeço para receber em primeira mão as novidades

Leia mais:

Voluntariado no Litoral Norte de SP: Desengarrafando Mentes

Flor das Águas – voluntariado com yoga, e muito autoconhecimento

3 comentários em “Cidade Escola Ayni em Guaporé, como funciona o voluntariado

  1. Pingback: Viajar para trabalho voluntário – Minha experiência e dicas sobre Guaporé | Por um Recomeço

  2. Pingback: 3 dicas de viagem sem gastar e vivendo experiências incríveis | Por um Recomeço

  3. Pingback: Dólmen da Oração: uma reza aos antepassados, Florianópolis. – Por um Recomeço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: